fbpx

Nutrição Básica: Por onde começar?

Você já parou pra pensar por que nem todo mundo que treina frequentemente e leva a rotina a sério está com o corpo dos sonhos? A resposta é simples: Nutrição.

Apenas quando o treino certo é combinado com a alimentação adequada é que se torna possível perder gordura e ganhar músculo de maneira sustentável.

Mas comer corretamente de acordo com os seus objetivos não precisa ser uma série de privações e dieta restrita. Esse é o maior PRECONCEITO que leva muitas pessoas a ignorarem uma nutrição saudável, achando que é algo impossível de se comprometer. O que propomos com esta série de artigos é que você aprenda a praticar uma alimentação consciente.

Comer conscientemente nada mais é do que saber exatamente do que a sua comida é feita, utilizando essa informação para comer melhor. Isso não significa, necessariamente, se comprometer com uma dieta. Comer conscientemente simplesmente quer dizer que da próxima vez que for escolher o que comer, você vai fazer isso de uma posição de conhecimento, em vez de ignorância.

Nas próximas semanas nós vamos falar sobre calorias, macronutrientes, nível de hidratação entre outros aspectos importantes de uma alimentação de acordo com os seus objetivos.

Mas para que você possa absorver ao máximo aquilo que vamos falar sobre Nutrição e Dieta nos próximos artigos, precisamos antes de mais nada quebrar alguns mitos ou pré-concepções erradas tidas por praticamente todo iniciante, que se não tirarmos do caminho agora, só vão servir para te deixar frustrado. E a primeira delas é a mais recorrente:

1. Achar que passar fome te faz emagrecer

Sim, emagrecer/perder gordura obviamente envolve uma certa restrição calórica. Ficar sem comer, por outro lado, ou simplesmente exagerar nessa restrição, só vai trazer problemas à sua saúde e acabar causando o efeito contrário.

A restrição calórica exagerada faz com que você perca peso inicialmente, mas às custas de músculo e não gordura. Você vai se sentir cansado, sem energia e sem ânimo pra fazer nada, muito menos treinar.

A perda de músculos além de não ajudar com a estética ainda influencia negativamente no bom funcionamento do seu corpo, desacelerando o metabolismo e fazendo com que, a longo prazo, o seu corpo acumule mais gordura.

2. Ingerir muitas Calorias Vazias (provindas de bebidas)

Suco não é água!

Muitas vezes as pessoas esquecem de considerar as chamadas “calorias líquidas” provindas dos carboidratos e açúcares contidos nos sucos e refrigerantes. Devido ao alto índice glicêmico, eles são absorvidos rapidamente pelo organismo e enviados para a corrente sanguínea. Na intenção de se defender, o metabolismo imediatamente acumula estas calorias em forma de gordura. O pior de tudo é que essa quantidade enorme de calorias ingeridas não é aproveitada para nos fornecer energia de maneira consistente.

3. Tentar “Queimar” o fastfood na academia

“Hoje eu treinei pesado e corri 5 Km, mereço esse X-burguer”.

As pessoas muitas vezes superestimam a quantidade de calorias queimadas através do exercício. Da mesma maneira, subestimam a quantidade de calorias que consomem durante um dia. Esta é uma combinação perigosa.

Vivemos uma vida ocupada, em um mundo ocupado. Por uma questão prática é muito mais fácil evitar alguns segundinhos de prazer para ganhar algumas horas de tempo livre.

Mas isso não significa que você deve parar de aproveitar a vida e nunca mais comer o que gosta, o que nos leva ao próximo erro:

4. Achar que é necessário abandonar pra sempre aquele X-Burguer e os pequenos prazeres da vida

Você não precisa (necessariamente) abandonar por definitivo o bacon nem o chocolate. Simplesmente vai fazer isso de maneira mais inteligente e menos frequente.

Mesmo pegando firme na dieta, é bem possível planejar este tipo de refeição DENTRO do seu consumo calórico diário em vez de comer quantidades absurdas de “besteira” inconscientemente por conta do hábito.
Além disso, quando você estiver mais avançado e em dieta por um bom tempo, o famoso Dia do Lixo é uma boa maneira de matar a vontade de comer besteira sem comprometer completamente seu resultado. Uma espécie de “catástrofe controlada” por assim dizer. Mas não se preocupe, vamos falar sobre isso mais pra frente.

5. Não se esforçar para sair do escuro

Aprender a comer coisas gostosas que também sejam saudáveis é um processo. Você precisa entender sobre calorias, nutrientes, maneiras de cozinhar, o que é saudável, quando é melhor para se comer cada tipo de refeição, entre muitas outras coisas que vão acabar surgindo na sua vida prática daqui pra frente.

Parece bastante coisa mas conforme você vai aprendendo o básico todo o resto vai ficando mais fácil. Se mantenha firme, pois na maioria dos casos, o conhecimento básico relacionado a nutrição é o que diferencia quem obtêm resultados realmente relevantes de quem não consegue sair do lugar.

Mas não se preocupe, se você tiver pelo menos um pouquinho de interesse e vontade de saber mais sobre Nutrição, sem ficar perdendo tempo à procura de fórmulas mágicas, pode ter certeza que você vai aprender a utilizá-la para ver mudanças duradouras no seu corpo.

E esse é o nosso objetivo.

Compartilhar
Compartilhar post no Compartilhar post no
Receba novidades e promoções da Full Life