fbpx

A importância do treino de adaptação

Qualquer um que já fez academia alguma vez na vida com certeza passou pelo treino de adaptação, mas você sabe quais são seus diferentes objetivos?

Neste post, vamos explicar exatamente como funciona, quanto tempo em média deve durar e por que, se for bem aproveitado, pode ajudá-lo a obter melhores resultados dos primeiros treinos.

Diferentemente dos outros treinos quo te você vai realizar, o treino de adaptação tem características um pouco diferentes e o seu objetivo não é exatamente o de trazer resultados específicos, com foco no seu desempenho dentro da academia.

Apesar do fato de que quando o iniciante é muito sedentário ou tem pouca experiência na academia este treino acabar sim trazendo resultados, os objetivos seguem mais o que o próprio nome diz: adaptar o iniciante.

Treino adaptativo: primeiros passos

Pois bem, a primeira coisa que você precisa saber é que a parte específica dos treinos adaptativos variam de acordo com seu nível de experiência e seu nível de sedentarismo.

Mas, independente disso, provavelmente eles vão ter alguns pontos em comum:

1. Uso de exercícios compostos multiarticulares

São aqueles exercícios que trabalham mais de um grupo muscular e utilizam mais de uma articulação na sua execução.

Por conta disso, são excelentes para melhorar a coordenação motora e dar a base necessária para ir para os exercícios mais específicos de cada grupo muscular.

2.Menos intensidade, mais atenção

O foco aqui vai ser em aprender o movimento. Por conta disso as séries são altas, normalmente entre 15 e 20 repetições, para que você possa focar ao máximo na execução correta, com amplitude de movimento e sempre atento à postura.

Veja, intensidade é importantíssimo, mas não tanto no início, o objetivo aqui é manter a qualidade do movimento para que você possa aumentar a carga gradativamente sem perder esta qualidade.

Quais são os objetivos do treino adaptativo?

Assim como todo treino, existem objetivos específicos que irão guiar seus exercícios. Confira alguns deles:

1. Adaptação neural

Acostumar o cérebro a realizar movimentos constantes, entendendo a participação de cada músculo na execução de cada exercício.

Aprender como se dá a flexão dos músculos envolvidos no exercício é fundamental para estimular a área correta na hora de fazer o movimento.

2. Evitar dores traumatizantes

Como já falamos, qualidade é muito mais importante do que intensidade no início, e um dos motivos é este. É muito comum entre iniciantes experienciarem dores musculares inconcebíveis nas primeiras semanas de treino, em muitos dos casos, limitantes de movimento.

O treino adaptativo serve justamente para adaptar o seu corpo a fazer este tipo de exercício sem ficar impossibilitado de flexionar os músculos em questão no dia seguinte.

Não me entenda mal, você vai aprender a conviver com um pouquinho de dor, mas isso não pode ser traumatizante a ponto de não conseguir nem levantar da cama por conta de um treino de pernas no dia anterior.

3. Se adaptar ao ambiente

Conhecer o lugar, as máquinas, os aparelhos, os professores, as pessoas. Tornar a academia familiar para você é o primeiro passo para que isso não seja tão intimidante para um iniciante.

Tem muita gente que acha que na academia só tem gente bonita, com o corpo perfeito, quando na verdade, todo mundo que está lá está em busca de evolução, como qualquer iniciante.

Seja por motivos de saúde, seja por motivos de estética, todos os praticantes querem apenas uma coisa: ficar hoje um pouco melhor do que eram ontem.

4. Melhorar a sua coordenação motora

Outro ponto fundamental. Antes de podermos passar para os exercícios que vão de fato te trazer Resultado, com foco no seu Desempenho, você precisa aprender a segurar uma barra e movimentar um halter.

5. Entender como funcionam seus músculos

Tem muita gente que acha que flexão de braço serve para treinar braço. Já vimos até mesmo gente que acha que agachamento serve pra treinar ombro.

Se concentre bem nos primeiros treinos para aprender na prática qual músculo deve estar sendo trabalhado em cada exercício novo que aprende.

6. Introduzir a atividade na rotina

Trabalhar a sua regularidade. Fazer com que você tenha prazer em vir pra academia e não se intimide com os exercícios.

É muito comum iniciantes subestimarem sua capacidade simplesmente porque nunca fizeram este tipo de atividade. Adquirir uma boa frequência nas primeiras semanas de treino é fundamental para te dar a confiança necessária para você treinar com consistência (aliás, esta é a palavra mais importante para qualquer praticante).

Não importa se você pretende treinar 1 ou 5 vezes na semana, é importantíssimo fazer isso com regularidade, com consistência.

Duração do Treino de Adaptação

O período adaptativo tem duração média de 2 a 4 semanas, e não necessariamente vai ser o mesmo durante todo este período.

Mas a duração vai depender bastante de cada aluno, bem como da frequência semanal. Praticantes intermediários (que estão voltando a treinar depois de um tempo parados), podem precisar de menos que isso.

Por isso a importância de um bom profissional de olho no seu treino.

Então, não subestime a importância do treino de adaptação, mas também não deixe de perguntar ao seu profissional sobre ele.

Seja curioso: aproveite ao máximo o que o seu professor tem a oferecer e temos certeza que você vai atingir os resultados que deseja.

Até a próxima e bons treinos!

Compartilhar
Compartilhar post no Compartilhar post no
Receba novidades e promoções da Full Life